Notícias

Boletim quer auxiliar tomada de decisões dos produtores

Conta com projeções de rendimento, produção e área plantada

A aplicação de machine learning a projeções de imagens de satélites e o uso de dados do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA na sigla em inglês) são os grandes diferenciais do Boletim Indigo Insight. Produzido mensalmente pela Indigo, startup do agronegócio que desenvolve inovações digitais para o setor, o boletim, que já é referência em dados nos Estados Unidos, também conta com uma versão brasileira para auxiliar as tomadas de decisões dos produtores locais de milho e soja.

No primeiro semestre do ano, o Boletim Indigo Insight compartilha a evolução da safra e safrinha na América do Sul (Brasil e Argentina) e, no segundo semestre, a evolução da safra nos Estados Unidos. Com os dados, o produtor rural consegue comparar a sua produtividade com a média regional e observar as tendências de produção mundial.

A Indigo monitora a produção de alimentos ao redor do mundo com o uso de machine learning aplicado a imagens de satélites, o que garante um maior nível de precisão na projeção potencial de rendimento na comparação com métodos tradicionais de amostragem. Ao juntar essas projeções com os números apresentados pelo USDA, que são considerados os mais relevantes da agroindústria, levamos conhecimento-chave ao produtor”, comenta Dario Maffei, CEO LATAM da startup.

O Boletim conta com projeções de rendimento, de produção e de área plantada, separadas pelo tipo de safra e por país. Os dados apresentados são comparados com os divulgados pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), no caso do Brasil, e pela Bolsa de Cereais de Buenos Aires, no caso da Argentina. Além disso, o relatório ainda traz análises baseadas no Crop Health Index (CHI), índice de vegetação exclusivo da Indigo ajustado para milho e soja.

Por: AGROLINK COM INF. DE ASSESSORIA
Publicado em 14/06/2021 às 08:49h.