Notícias

Massa de ar polar ganha ainda mais força

Em uma grande área da região Sul e sul do Centro-oeste os termômetros ficarão abaixo de 0°C

Nesta terça-feira (29/06) a massa de ar polar sobre o continente ganha força, avançando até o sul da região norte do país. Em uma grande área da região sul e sul do centro-oeste os termômetros ficarão abaixo de 0°C com chances para geadas amplas. No entanto, este frio não subirá de forma significativa sobre a região sudeste. Além disso, as chuvas diminuem em todo o país, ficando restritas ao extremo norte e litoral da região nordeste.

A massa de ar polar continuará atuando sobre o Brasil até pelo menos sábado (03/06) quando perde força na região centro-oeste e sul do país. E no decorrer da semana, há condições para formação de geadas amplas nos três estados da região sul e até mesmo uma pequena chance de geada fraca ao sul do estado de GO.

Saiba como fica o tempo para cada região: 

Região Norte
O amanhecer será frio na região sul do norte do país, isso devido ao avanço da forte massa de ar polar sobre o continente. Desta forma, podemos ter temperaturas abaixo dos 15°C especialmente ao sul do estado de RO e AC e no período da tarde em algumas regiões terão temperaturas abaixo dos 25°C nessas áreas. Essa massa de ar frio influencia também na distribuição das chuvas sobre a região, restringindo as instabilidades mais ao norte do estado do AM, onde o ar quente e úmido predomina, bem como ao norte do estado do PA, RR e AP. Entre o sul do PA e TO a massa de ar seco e quente impede a formação de nuvens carregadas sobre a região.

Região Nordeste
As chuvas ficam restritas ao litoral da região nordeste, na forma de pancadas fracas e isoladas. As localidades onde há maiores chances para ocorrência dessas chuvas é ao norte do estado do MA até o litoral cearense e em todo o litoral baiano. Vale destacar que as madrugadas no interior da BA tendem a ser mais frias durante esta época do ano, mas com a presença do sol as temperaturas seguem em rápida elevação mantendo um dia com a tarde quente e seca até entre o oeste baiano até os estados de PI e MA.

Região Centro-Oeste
A massa de ar polar avança de forma significativa na região, derrubando as temperaturas entre o MS, região central e sul do MT e também ao sul do estado do GO. É notável que, quanto mais à sul, menores serão as temperaturas, apesar disso em algumas regiões ao centro do estado do MT terão amanhecer com termômetros na marca dos 11°C, assim como ao sul do estado do GO, já no DF o amanhecer poderá se aproximar dos 15°C, enquanto que ao sul do MS, algumas localidades poderão registrar temperaturas próximas dos 0°C com a possibilidade de geadas. No entanto, no período da tarde o tempo será quente sobre o norte do MT e norte do GO e ameno ao sudoeste do MT e sul do MS. Apesar de uma maior variação de nebulosidade na metade sul, não teremos chuvas sobre o centro-oeste.

Região Sudeste
A influência da frente fria vai levar uma maior nebulosidade sobre a metade sul da região sudeste, e provocará algumas instabilidades na faixa leste de SP, entretanto os maiores acumulados ocorrerão na faixa litorânea do estado. As temperaturas seguem em declínio, sobretudo ao oeste de SP e no triângulo mineiro, no leste do estado de MG o amanhecer também será ameno, bem como nas áreas mais altas do RJ e ES. As temperaturas ainda serão elevadas ao norte de MG, mas no estado de SP a tarde será amena.

Região Sul
O frio ganha ainda mais intensidade no amanhecer desta terça-feira sobre a região sul, particularmente entre a serra e oeste de SC, sul do PR e norte do RS. Algumas estações poderão registrar temperaturas abaixo dos -5°C entre o meio oeste de SC e sul do PR. Apesar do frio intenso, não existe mais a condição de neve, porém com céu noturno limpo, temos condições para a formação de geadas amplas e fortes nos três estados do sul. Além disso, no RS, a sensação térmica será muito baixa, devido a maior intensidade do vento na metade leste do estado. Não há indicativos para chuvas significativas na região, apesar de uma maior variação de nebulosidade no RS e região serrana de SC.

Por: AGROLINK –Aline Merladete
Publicado em 28/06/2021 às 18:39h.